21 julho 2015

N.I. INDICA: 3 Documentários sobre o Punk no Brasil



 Botinada - A Origem do Punk no Brasil (2006)
 Esse documentário conta a história do nascimento do movimento punk no Brasil, toda sua expressão de rebeldia, que teve seu auge aproximadamente entre os anos 1976 e 1984. Com quase 80 entrevistas, conta com os mais diversos nomes, de bandas como Olho Seco, Inocentes, R.D.P, Garotos Podres, Cólera e diversos outras, além de várias imagens inéditas de shows, bastidores, etc. Também trás alguns debates como o local de origem do movimento, a repressão e o preconceito sofridos, por fim mostra como estão nos dias de hoje os principais nomes da cena. O filme tem a direção de Gastão Moreira, jornalista e eterno VJ da MTV (agora com um canal no Youtube - Confira aqui). O diretor teve como base o clássico documentário Punks, entre outros.
Confira abaixo o filme na íntegra:

19 julho 2015

Conheça as bandas participantes do WebFestValda 2015 (parte 2)

"Nesse evento incrível proporcionado pela Valda, 20 bandas competem pelos três primeiros lugares, além dos prêmios de melhor vocalista e melhor guitarrista. O primeiro lugar ganhará R$10.000 em instrumentos musicais, 500 CD/DVD do Festival com a gravação de uma música ao vivo e outras duas gravadas no Stúdio Valda RJ, e ainda a assinatura da Revista BackStage."

Nessa terceira postagem sobre o WebFestValda venho comentar as dez bandas que se apresentam no segundo dia do festival, disputando o maravilhoso prêmio. VEM PRO WEBFESTVALDA! (Clique aqui para ver a postagem anterior completa). 

18 julho 2015

Conheça as bandas participantes do WebFestValda 2015 (Parte 1)


"Nesse evento incrível proporcionado pela Valda, 20 bandas competem pelos três primeiros lugares, além dos prêmios de melhor vocalista e melhor guitarrista. O primeiro lugar ganhará R$10.000 em instrumentos musicais, 500 CD/DVD do Festival com a gravação de uma música ao vivo e outras duas gravadas no Stúdio Valda RJ, e ainda a assinatura da Revista BackStage." 

  Trouxemos então as dez primeiras bandas que irão tocar no festival em ordem de apresentação. Esperamos que gostem dos grupos tanto quanto nós gostamos! VEM PRO WEBFESTVALDA! (Clique aqui para ver a postagem anterior completa). 


13 julho 2015

É dia de rock, bebê!

  No Dia Mundial do Rock (no Brasil) selecionamos 13 músicas bem clichês para celebrar o gênero que nos trouxe até aqui. 
   
 1) The Rolling Stones - Sympathy For The Devil

 Afinal nada é mais Rock n' Roll que ser simpático com o Diabo.

2) Black Sabbath - Black Sabbath
Black Sabbath tocando Black Sabbath, do álbum Black Sabbath.

3) The Jimi Hendrix Experience - Foxey Lady

Jimi provou que se pode ser um mito do Rock sem saber ao menos um acorde.

4) Nirvana - Smells Like Teen Spirit

O Nirvana, e principalmente essa música, definiram todo Rock da década de 90.

5) Sex Pistols - God Save The Queen

God saved the Queen but the demon saved the Rock!

6) Joan Jett & the Blackhearts - 
I Love Rock 'N Roll
Joan Jett deu um chega pra lá no machismo e provou que lugar de mulher também é no Rock.

7) Queen - We Will Rock You

Aquele clichezão do rock que quando toca, você ja começa a batucar. TUM TUM PÁ.

8) Iron Maiden - Fear of The Dark

Não podia faltar o maior coro da história do rock.

9) KISS - Rock And Roll All Night

Quando toca essa música, sua tia, seu vizinho e seu papagaio cantam junto. Mais um clichezão que todo mundo ama.

10) Led Zeppelin - Rock And Roll

E se o rock tivesse um hino, Jimi page tocaria guitarra e essa seria essa a música.

11) AC/DC - Highway to Hell

Não poderia faltar o AC/DC e seu rock, do jeito que o diabo gosta.

12) The Beatles - Helter Skelter

Os Beatles influenciaram os mais diversos estilos. Há quem diga que com "Helter Skelter", eles inventaram o Hardcore.

13) Elvis Presley - Blue Suede Shoes

Por fim, foi impossível deixar de fora o nosso Rei, Elvis Presley.



Para celebrar esse dia tão especial para os roqueiros, o Imperator (Centro Cultural João Nogueira) organizou um mega show com as bandas Facção Caipira, Beach Combers e Autoramas, além da participação do DJ José Roberto Mahr
O ingresso custa R$20 (inteira) e começa às 19h! 
Clique aqui para mais informações.

05 julho 2015

Lançamento do álbum do FOLKS



  Pra quem não sabe, FOLKS é uma banda carioquíssima que acabou de estourar na #CENA. O álbum auto-intitulado, lançado no dia nove de junho, marcou a nova etapa dessa banda que com muita facilidade conquistou o terceiro lugar de venda no iTunes. Não era pra menos, a capacidade do grupo foi logo reconhecida, dois anos atrás, com o lançamento do clipe da música Carol, terceira do disco.



  Pode ser culpa do vocalista, da letra, ou da canção inteira, mas depois de ouvir Muito Som pelo menos uma vez não tem como dizer que não sabe cantá-la, uma cartada de mestre. O clipe foi lançado cerca de três meses antes do  álbum e a resposta do público nas redes sociais foi muito positiva, dando um gás ainda maior para o disco que viria em seguida.


  Em todas as músicas do disco fica clara a proposta grupo, com um foco um tanto sentimental e falando de um passado próximo, cada qual com sua peculiaridade. As guitarras são as maiores aliadas da banda. Utilizando o instrumento com sabedoria e harmonia, as canções ganharam uma forma mais pesada e ao mesmo tempo sutil.

Ygor (Bateria), Kauan (Vocal), Vitor (Baixo), Paulinho e S. Sessim (Guitarras)
  Não poderia deixar de falar da bateria, que na maioria das vezes passa despercebida. A precisão é a alma no negócio, assim como a originalidade. Destaque para a música Até o Mundo Cair, a sexta das catorze. (A bateria dessa música jogou sujo com os meus sentimentos ao utilizar uma técnica de chimbal que me fascina e que eu não descobri o nome até hoje)



  A Casa dos Lugares foi uma surpresa. Com uma letra simples, o refrão poderoso domina qualquer um com facilidade. Energia muito boa e solo de guitarra incrível. Está aí uma receita para uma canção de sucesso. Não só uma canção, mas sim um disco inteiro. Há uma estrada muito longa e bonita para essa banda seguir. E não, ninguém vai puxar o tapete voador do Folks, eles merecem voar muito mais. Não deixe de ouvir o álbum inteiro! 

  Ah! As músicas podem ser ouvidas por streaming no Deezer, RdioSoundcloud ou Spotify, além de estarem disponíveis para compra no formato digital na iTunes Store e no Google Play

  Dia 31 de julho rola o show de lançamento do disco no Imperator, clique aqui para visualizar o evento e fazer parte da história do Folks! 


04 julho 2015

#5: Rap + Rock

O projeto #5 prestigia dessa vez os artistas que conseguiram fundir o Rock ao Rap. Se liga no flow.


1 - Numb/Encore - Linkin Park com Jay-Z
 No começo da década passada, o Linkin Park era a novidade no mundo do Rock. Eles despertaram a atenção de artistas de diversas vertentes, inclusive Jay-Z. O rapper e produtor convidou os caras da banda para gravarem um material; O resultado foi o incrível CD/DVD "Collision Course" - que marcou a vida de muita gente, inclusive a minha.

2 - Dedo na Ferida - Emicida com Igor Cavalera, Lúcio Maia e Joe
 Em 2012, Emicida foi preso após cantar a música "Dedo na Ferida" num show. No mesmo ano, subiu ao palco do VMB  para canta-la, dessa vez acompanhado por uma banda de peso: Lúcio Maia, da Nação Zumbi, na guitarra, Joe, ex-Pitty, tocando baixo e Igor Cavalera, ex-Sepultura e atual Cavalera Conspirancy na bateria, além do rapper Rashid.

3 - Black Steel in a Hour of Chaos - Sepultura com Sabotage 
 O Public Enemy é um maiores grupos de Rap da história, além disso é muito respeitado entre os rockeiros principalmente por sua atitude. O Sepultura convidou o saudoso rapper Sabotage para gravar uma versão do clássico "Black Steel in a Hour of Chaos". Anos depois, registraram a faixa em seu DVD ao vivo, dessa vez com participação de BNegão (confira aqui), em uma homenagem ao já finado Sabotage.

4 - Contexto - Planet Hemp
 
 O Plantet Hemp é uma espécia de Public Enemy brasileiro. Com enorme influência em vários grupos tanto de Rap como de Rock, a banda revelou grandes artistas como Marcelo D2, BNegão e cia. A faixa "Contexto", do álbum "A Invasão do Sagaz Homem Fumaça." é um belo exemplo dessa combinação entre Rock e Rap. Ela conta com um incrível verso do grande Black Alien, outro monstro do Rap revelado pelo Planet.

5 - Cosmic Jesus - Forfun com Black Alien 
 Falando em Black Alien, em 2011, o Forfun gravou seu álbum "Alegria Compartilhada" e aproveitou a oportunidade para convidar o cara para gravar o rap final da faixa "Cosmic Jesus". O resultado ficou incrível e a faixa é uma das mais queridas pelos fãs. 

Bônus: Walk This Way - Aerosmith com RUN-DMC
 Não pude deixar de fora essa faixa: a pioneira nessa mistura de Rap com Rock n' Roll. O RUN-DMC convidou o Aerosmith para gravar essa participação o refrão de uma música e ela foi fundamental, pois representa a volta por cima do Aermosmith, num momento em que seu Hard Rock vinha perdendo muito espaço, principalmente para o Hip Hop.

Tecnologia do Blogger.
Nossa Invasão © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.